RESENHA: THE BEAUTY OF DARKNESS | BOM DIA LIVROS

Olá amigos, depois de muita espera, estou aqui com a resenha de The Beauty of Darkness.

*Só para ressaltar, o enredo pode haver spoiler referente ao segundo livro (The Heart of Betrayal). Maaas, meus comentários em geral não haverão qualquer experiência que estrague sua leitura.

WhatsApp Image 2017-05-19 at 19.03.47(1)
INFORMAÇÕES TÉCNICAS:

Título: The Beauty of Darkness // Autora: Mary E. Pearson // Editora: Darkside Books 2017

576 Páginas

Dê uma olhada em todos seus livros. Reflita sobre os autores. Agora eis a questão: do total, quantas são mulheres? Percebe a diferença gritante? O mais triste ainda, é que esse exemplo não se restringe apenas à literatura. Em qualquer área profissional essa evidência é generalizada: mulheres recebem menos e tem menos benefícios. Mas qual a relação desse parágrafo com o livro? Simples, os três livros das Crônicas de Amor e Ódio vieram justamente para acabar com esse tabu.

The Beauty of Darkness é o terceiro título e obra de fechamento da tão consagrada Crônicas de Amor e Ódio. A pressão sobre os personagens nunca foi tão grande. Tudo e todos dependem de Lia. Verdades serão contadas, destinos sendo traçados. Versos a serem ressoados e profecias serão cumpridas.
"O príncipe da coroa de Dalbreck, o Assassino de Venda e a primeira fugitiva de Morrighan. Filhos e filhas de três reinos, cada qual determinado a dominar os outros dois." Página 79

ENREDO:


Com a esperança da morte de sher Komizar, Lia e Rafe contam com o auxilio de quatro soldados e amigos pessoais do futuro rei de Dalbreck para realizar a fuga magnificamente orquestrada de Venda.

Dentre seus vários objetivos pessoais, ambos os personagens enfrentavam dilemas e escolhas a serem decisivas. Rafe, agora rei, sofria uma grande pressão. Seus pais estavam mortos e seu reino o aguardava impacientemente. Mas essa espera duraria até quando? Será que quando adentrasse ao território de dalbrechiano a população ainda estaria em seu favor? E o poder, ainda estaria concentrado em suas mãos?

Já Lia, durante sua temporada em Venda fizera descobertas que afetavam drasticamente o reino de Morrighan; ocupantes de cargos importantes de seu reino natal eram traidores que conspiravam em favor do Komizar, Além do mais, seus sentimentos estão divididos e seu coração abalado. Como se não bastasse, sua família corre perigo, fazendo com que Lia lute contra o tempo para tomar uma decisão de suma importância.

A luta final se aproxima. Luta essa que contava com desproporções épicas. Todavia, o maior poder nem sempre é o que está concentrado em suas mãos, mas sim, em seu coração.  Acompanhe Lia nessa jornada de perder o fôlego e libertar a alma.



"Grandes exércitos marcham com as barrigas cheias." Página 134


CRÍTICAS E COMENTÁRIOS:


Para aqueles que pensam que se trata de um romance focado em triângulo amoroso, tire seu dieci da chuva! Do meu ponto de vista, a trilogia não tem como foco o trio (Kaden, Rafe e Lia), mas sim, questões reflexivas acerca do autoconhecimento e principalmente da evidência feminina. Divergente de muitos outros personagens que carregam um enorme peso, Lia não é emergida em crises existenciais arrastadas, ela percebe o  fardo que carrega e com garra, luta para defender seus ideais. Ideais de amor, solidariedade, respeito e acima de tudo igualdade.

Apesar de ser uma trilogia superior a mil páginas, poucas partes são paradas. Principalmente por ser o fechamento da trilogia, o livro em questão é repleto de ação e reação. É impressionante o quão Mary soube explorar o aprimoramento mental e físico da protagonista. Sua maturidade e compaixão são admiráveis e necessárias nos dias de clamores atuais.

Pessoalmente, carregarei duas admirações sobre a obra: primeiramente pelo quão bem Mary amarrou a história. É estranho pensar que fantasias fiquem com perguntas sem resposta, mas acreditem, isso acontece. Nesse critério, não tenho nada a reclamar sobre os livros, apenas parabenizar. Minha segunda admirações é sobre os mistérios durante a narrativa. Para aqueles que me conhecem, sabem que meu gênero preferido é o suspense com doses sem moderação de mistério. Quem já leu qualquer um dos volumes, pode relacionar as premissas. Os três livros são suspensos em  mistérios repentinos que são respondidos da mesma forma que são criados: com uma bofetada na cara do leitor.

Defendidos os pontos positivos, venho bater em uma tecla negativa: o único e irrelevante fator com o qual me deparei, foram os erros de português. Contudo, não é um empecilho que estrague sua experiência literária. Muito pelo contrário! Conforme novas remessas de impressão são realizadas, esses erros são corrigidos pela editora. Dessa forma, não há o que reclamar.



"Confie na força que existe dentro de você e ensine-a a fazer o mesmo." Página 253


NOTA FINAL: 09/10

Compre o livro: AMAZON // SUBMARINO




[caption id="attachment_321" align="aligncenter" width="300"]parceiros darkside 2017 Black The Beauty of Darkness foi cedido pela Darkside Books em parceria com a linha editorial DarkLove.[/caption]






My Instagram